Home >> Protótipos >> Kyoto

 

 

 

 

HEIAN-KYO (A TERRA DA TRANQÜILIDADE) - O PROTÓTIPO DE KYOTO

 

Em 1951, Meishu-Sama realizou viagens missionárias na Região Kansai. No "Relato sobre a Viagem à Região Kansai" (Mundo do Belo), de onde extraímos o trecho seguinte, o qual se relaciona com o Heian-kyo de Kyoto, Ele comenta:

"Depois de concluída esta última viagem, foi-me possível divisar a profundeza da Vontade de Deus. Direi o porquê. Como sempre digo, Hakone é o Paraíso da montanha e Atami, o do mar. Assim sendo, é preciso que haja o Paraíso da terra, o qual deve situar-se em terreno plano e amplo. Quioto satisfaz perfeitamente tal requisito. Na forma de 'Miroku' — 5-6-7 — corresponderia ao número 7. Por isso, mais cedo ou mais tarde, haveremos de adquirir um terreno bem amplo em Kyoto. Senti intensamente, desta vez, ao contemplar a cidade, que ela configura, no conjunto, uma peça de arte, contando com uma infinidade de características distintas que não se encontram em outras metrópoles: é, por excelência, o lugar onde se deve erigir um colossal Paraíso Terrestre. Por conseguinte, senti profunda vontade de construir, naquele local, algo esplêndido, que não desonre sua condição de símbolo de Cidade da Arte".

Assim, Meishu-Sama registrou seu projeto sobre a construção do Paraíso Terrestre, em Kyoto.

No ano seguinte, em 1952, quando do Culto de Outono, Ele falou a respeito da aquisição desse terreno e sobre o término do Solo Sagrado de Kyoto que, somado ao de Hakone e de Atami, manifestaria a Força da Trilogia, fusão essa que, finalmente, O levaria ao pleno desenvolvimento da Obra Divina.

 

CONSTRUÇÕES DO HEIAN-KYO

 

Kami-no-Ma (Sala de Deus) - Sala onde Meishu-Sama recebia visitas e trabalhava.

 

Miroku-To (Torre de Miroku) - Assentada em 18/08/92, ano IV do período Heisei, a A Torre de Miroku foi construída como um marco para comemorar o dia em que Meishu-Sama teve a premonição da Transição da Era da Noite para a Era do Dia. Foi colocada no Hozan-So, casa em que Meishu-Sama morava e que foi vendida em fevereiro de 1955 para a compra do Pote de Glicínias. Dias depois, Meishu-Sama ascendeu para o Mundo Divino e a Torre de Miroku foi parcialmente esquecida. Em 23 de dezembro de 1989, a Torre de Miroku foi redescoberta nos arquivos do Museu de Artes Goto e iniciou-se o processo para reaver esta importante peça e, em 18 de agosto de 1992, a Torre de Miroku foi trazida novamente para o Heian-Kyo de Kyoto.

 

Shaka-no-Ma (Sala de Buda) - De acordo com as explicações do Mestre, o Heian-Kyo representa o elemento terra (solo), o mesmo elemento de representação do budismo na trilogia de Miroku (5-6-7, onde 5 é fogo, 6 é água e 7 é terra). Dessa forma, para representar melhor esse significado, foi construída essa sala.

Centro de Aprimoramento - Inaugurado em 15 de fevereiro, é uma moderna construção destinada ao aprimoramento dos membros e ministros da Igreja.

 

56 IMAGENS

 

 


Imprimir

 


Jinsai.org - Vida e Obra do Mestre Jinsai

 

Copyright © Todos os direitos reservados