Iniciar impressão
| Voltar para a página

 

 

Sobre o Mestre Jinsai (Mestre Meishu-Sama)

 

O Mestre Mokiti Okada nasceu a 23 de dezembro de 1882, no bairro de Assakussa, em Hashiba, na cidade de Tóquio, capital do Japão. De família extremamente humilde, desde pequeno ele era uma criança muito frágil fisicamente e grande parte da sua vida foi de constante luta contra as doenças que o acometiam.

Amante das artes, em sua juventude Mestre Jinsai tinha uma forte determinação de tornar-se pintor e, assim que terminou o 1º Grau, ingressou no Curso Preparatório da Escola de Belas-Artes de Tóquio. Mas a alegria de poder concretizar o seu sonho não durou muito tempo, pois meses depois de ter ingressado na referida escola, foi acometido por uma grave doença nos olhos que o fez desistir do curso.

Desde a adolescência, Mestre Jinsai se preocupou com os problemas sociais e era possuidor de um profundo sentimento de justiça e altruísmo. Ainda jovem conseguiu sucesso nos negócios com o seu excepcional talento, mas, também, experimentou profundos sofrimentos, como dificuldades financeiras em decorrência do grande terremoto ocorrido no Japão no ano de 1923, e das perdas da primeira esposa e das três filhas do primeiro casamento, bem como a morte do primogênito do segundo matrimônio. Apesar das limitações determinadas pelo seu estado de saúde precário, Mestre Jinsai foi um homem ávido por aprender, buscando sempre ampliar o seu horizonte de conhecimentos e informações. Pesquisou bastante a filosofia ocidental, que exerceu grande influência sobre sua formação.

No intuito de entender os motivos do sofrimento humano, Mestre Jinsai dedicou metade de sua vida à pesquisa para esclarecer qual a causa do sofrimento humano e da sociedade, e em dezembro de 1926 ele chegou ao conhecimento total da Verdade. Compreendendo que esse conhecimento não servia apenas para ele mesmo, mas era universal, Mestre Jinsai sentiu que precisava dedicar o resto de sua vida a uma só causa: divulgar a Verdade a todos os homens. Com esse propósito, nos anos que se seguiram, Mestre Jinsai desenvolveu uma atividade intensa, publicando suas teorias e preparando pessoas para divulgá-las no mundo inteiro, independente de fronteiras étnicas, religiosas, políticas ou ideológicas. As suas idéias e seu campo de atuação eram amplos, e ele se empenhou em levá-las a toda sociedade.

Escreveu a respeito de ciências humanas como: Arte, Filosofia, Educação, Política, Economia, Religião, e também sobre ciências naturais como Agronomia, teoria sobre a causa da doença, etc., englobando realmente as diversas áreas culturais. Prevendo já naquela época os problemas agrícolas de hoje, voltou-se para a pesquisa no campo da Agricultura Natural, chamando a atenção para a nocividade dos inseticidas agrícolas e adubos químicos e de origem animal. Ele ensina que a própria terra, em seu estado natural, é o mais poderoso agente fertilizante. Salienta também, a importância do amor e respeito ao solo e sua energia, razão pela qual, esforçou-se na divulgação do método de Agricultura Natural.

Por amor à arte, ele procurava estar sempre em contato com obras de arte e durante o período de pós-guerra (II Guerra Mundial) começou a comprar obras de arte japonesa, a fim de evitar que essas fossem vendidas para o exterior. Pensando em fundar um museu, Mestre Jinsai pesquisou sobre Arte em livros, galerias, exposições e museus famosos. Para ele, o contato com as obras-primas da Arte purifica a consciência do ser humano, proporcionando-lhe, ao mesmo tempo, o verdadeiro êxtase. Procurava, assim, desenvolver a beleza harmoniosa no espírito do homem, não se limitando apenas à contemplação do Belo.

Ele morreu em 10 de fevereiro de 1955, em Atami, no Japão.

 

Visão sobre o Mundo

O Mestre Jinsai definiu a segurança da vida como a tarefa mais importante. Isto significa conservar o meio ambiente do nosso planeta Terra, no sentido amplo, e no sentido estreito, assegurar a vida humana.

Em termos concretos, o Mestre Jinsai procurou em suas pesquisas um método que pudesse aproveitar o poder da natureza que se manifesta pela sinergia dos três elementos fundamentais: o Fogo, a Água e o Solo - o nascimento e o desenvolvimento de todas as coisas dependem da energia destes três elementos: o Sol, a Lua e o Solo. O Sol é a origem do elemento Fogo; a Lua, a origem do elemento Água; a Terra, a origem do elemento Solo.  No campo da arte, propôs atividades de arte e cultura, que elevam o caráter e a espiritualidade do homem por meio da força da beleza e transforma a própria sociedade em arte.

Quanto à agricultura, estabeleceu o sistema de agricultura natural que aproveita a força da natureza para aumentar a vitalidade inerente a terra. Com respeito à alimentação, promoveu o consumo de alimentos naturais preparados com produtos de agricultura natural. Visando uma verdadeira saúde, criou a Terapia de Purificação estilo Okada, que usa o poder da Natureza para purificar o corpo e a alma, trazendo melhora para a saúde.

Trata-se dos três grandes empreendimentos que o Mestre Jinsai apresentou como "arte do belo", "arte da agricultura" e "arte da vida", respectivamente, considerando-os como meios práticos, concretos e fundamentais para a criação da nova civilização. Ele apoiou-se na idéia fundamental de que cada um deles contém os elementos básicos da nova civilização, ou seja, do "Mundo do Belo", que são: "Verdade, Bem e Belo". Assim, ao incorporar estes três elementos na vida cotidiana, o "Mundo do Belo" se expandiria a partir do indivíduo e do lar até abarcar posteriormente o mundo inteiro.

 


Endereço da página:

www.jinsai.org/meishu_sama.php

 

Iniciar impressão
| Voltar para a página

 

 

Jinsai.org - Vida e Obra do Mestre Jinsai (Meishu-Sama)

Copyright © Todos os direitos reservados