Manifestação>> Messias

 

 

Sobre o nome Messias

 

No dia 5 de junho, os dirigentes de Igrejas e os principais ministros foram chamados ao Solar da Nuvem Esmeralda, em Atami, para uma breve entrevista com o Fundador; era a primeira, desde o início de sua purificação, em abril. Nessa ocasião, ele disse: "Fala-se sobre a vinda do Messias, não? Pois o Messias* nasceu. Não são apenas palavras; é realidade mesmo. Eu próprio fiquei surpreso. E não se trata de renascer, mas de nascer novamente. É esquisito nascer depois de velho, mas o mais interessante é que minha pele ficou delicada como a pele de um bebê e, além disso, como podem constatar, surgiram-me estes cabelos pretos. Ao vê-los, o barbeiro disse que parecem cabelo de criança. Os fios brancos foram sumindo gradativamente e só nasciam fios pretos. (...) Esse Messias tem a posição mais elevada na hierarquia do mundo. No Ocidente, ele é considerado o Rei dos Reis. Assim, a minha vinda se reveste da maior importância, pois, graças a ela, a humanidade será salva."

Dez dias depois, ou seja, em 15 de junho de 1954, foi solenemente realizada no Templo Messiânico, que estava noventa por cento pronto, a Cerimônia de Comemoração Provisória da Vinda do Messias. Nesse dia, o estado do Fundador não era bom, tendo ele subido ao Altar com muito custo, ajudado por terceiros. Como ficaram sabendo que poderiam encontrá-lo, depois de dois meses sem vê-lo, os fiéis ali se reuniram em número superior a dez mil, provenientes de todo o país. Era a primeira vez que o Mestre aparecia em público desde o início de sua purificação. Estava todo vestido de branco e fez uma saudação bem simples. Nessa oportunidade, o Presidente da Igreja, Okussa Naoyoshi, comunicou aos presentes a deliberação de chamá-lo, dali em diante, pelo nome Meshia Sama (Messias) e não mais Meishu-Sama.

Após dois meses de purificação, o Fundador sentira-se firmemente convicto de que era hora de mostrar abertamente a Verdade, ou seja, que ele viera ao mundo com a missão de salvá-lo. Achou que os fenômenos misteriosos representados pelas linhas que lhe apareceram na mão e pela mudança observada em seu cabelo indicavam a chegada desse momento. Assim, nos dois meses que sucederam a Comemoração Provisória da Vinda do Messias, revelou a toda a sociedade o advento do Salvador do Mundo, apresentando-se ele próprio como sendo o Messias.

* Relacionando-se ao conceito cristão e judaico de Fim do Mundo (semelhante ao conceito budista de Fim das Leis), surgirá um Salvador que salvará o mundo e o fará renascer. Esse Salvador é chamado de Messias; no budismo, segundo se presume, corresponde a Mirokubutsu.

 

Imprimir

 


Jinsai.org - Vida e Obra do Mestre Jinsai

 

 

Copyright © Todos os direitos reservados