Home >> Ensinamentos >> Religião

 

O MAU COMPORTAMENTO DOS FILHOS

 

 

Atualmente, o mau comportamento das crianças é considerado um problema social, mas parece-me que ainda não lhe foi atribuída nenhuma solução adequada. As variadas teorias preventivas ainda são muito superficiais, e é extremamente lamentável que nenhuma delas toque no âmago da questão. Vou mostrar o método que eu acredito ser a prevenção absoluta.

Antes de mais nada, é preciso deixar bem clara a causa fundamental do problema. Para isso, temos de pensar na relação entre pais e filhos. Em termos mais claros, se o pai é o tronco da árvore, o filho é o ramo; por conseguinte, tomar medidas para não deixar apodrecer o ramo, mas esquecer-se de cuidar do tronco, assemelha-se a colocar o carro na frente dos bois. A condição básica para solucionar o problema é ter plena consciência de que a causa do mau comportamento dos filhos está nos pais.

Em primeiro lugar, façamos uma análise espiritual.

Como sempre digo, os pais e os filhos estão ligados por um elo espiritual. Conseqüentemente, se houver máculas no espírito dos pais, através desse elo o espírito dos filhos também ficará maculado. Esta é a causa do seu mau comportamento. Sendo assim, o método para evitar a delinqüência infantil é fazer com que o espírito da criança não adquira máculas. Para isso, é preciso, em primeiro lugar, fazer com que o espírito dos pais não fique maculado. Ignorando esse princípio, os pais têm preconceitos errados e, sem saber, cometem pecados que dão origem a máculas, as quais se refletem nos filhos. Portanto, é necessário que eles pensem constantemente no bem e tenham um comportamento correto, preocupando-se sempre em elevar o seu próprio caráter. Este é o único método eficiente; não existe outro.

A interpretação acima baseia-se no aspecto espiritual. Agora vou explicar materialmente.

Como todos sabem, os filhos aprendem com os pais e procuram imitá-los. Por isso, quando os pais pensam no que não é correto ou praticam o que não é bom, por mais habilmente que o escondam, é certo que um dia os filhos ficarão sabendo, uma vez que moram sob o mesmo teto. Então, é óbvio que a criança pense assim: " Se nossos pais fazem isso, que mal há em que nós façamos também? "

Em síntese, não é errado dizer que o mau comportamento dos filhos é uma conseqüência do mau comportamento dos pais. Por conseguinte, não passa de uma forma para desmascarar a corrupção destes.

Pessoas que têm filhos! Saboreiem bem esta tese e, se desejam que eles sejam bons, tornem-se bons pais primeiro.

 

22 de abril de 1950


Imprimir

 


Jinsai.org - Vida e Obra do Mestre Jinsai

 

Copyright © Todos os direitos reservados