Home >> Ensinamentos >> Johrei

 

A VERDADEIRA CAUSA DAS DOENÇAS

 

 

Já me referi, anteriormente, à existência de vários tipos de toxinas no corpo do homem desde o seu nascimento. Devido a essas toxinas ele não consegue manter plena saúde, e por isso seu corpo é feito de maneira que lhe possibilite eliminá-las constantemente pela ação fisiológica. A tal fenômeno denominamos processo natural de purificação. Quando ele ocorre, sobrevêm sofrimentos de certo nível, e essa fase de dor e mal-estar constitui aquilo que se chama de doença. Para explicar tal fenômeno, vamos tomar como exemplo a doença mais comum, ou seja, a gripe, pois não há uma única pessoa que não a tenha contraído. A Medicina ainda desconhece suas causas, mas, segundo descobri, ela é uma das mais simples formas de ação purificadora, vindo acompanhada de sofrimentos como febre, dor de cabeça, tosse, escarro, secreção nasal, perda de apetite, suor, indisposição, etc. Explicarei detalhadamente a respeito.

Antes de mais nada, o que vem a ser o processo de purificação? A grosso modo, ele compreende duas etapas. A primeira consiste na concentração e solidificação das diversas toxinas contidas no sangue em diferentes pontos do corpo, especialmente os locais de grande atividade nervosa e as partes que ficam em posição inferior quando o corpo se encontra em repouso. Com o passar do tempo, as toxinas concentradas vão endurecendo, o que vem a ser a causa de enrijecimento dos músculos. Às vezes não há sofrimento algum: quando muito, rigidez nos ombros. A segunda etapa da purificação começa quando a solidificação ultrapassa determinado nível, sobrevindo aí o processo natural de eliminação. Para facilitá-lo, surge uma ação destinada a dissolver as toxinas, isto é, a febre.

O grau da febre depende não só da natureza, quantidade e rigidez das toxinas, mas também da constituição física do doente. Muitas vezes, a febre aparece como resultado do cansaço, após a prática de exercícios físicos, pois estes aceleram o processo de purificação. As toxinas liquefeitas são eliminadas na forma de suor, catarro, secreção nasal, etc. A tosse e o espirro são como ações de bombeamento: a primeira, para eliminação de catarro; o segundo, para eliminação de secreção nasal. Isso se tornará bastante claro se observarmos que realmente eliminamos catarro quando tossimos, e secreção nasal quando espirramos. Por outro lado, a perda de apetite é causada pela febre, pela tosse e pelos medicamentos. As dores de cabeça e nas juntas são decorrentes da dissolução das toxinas existentes nesses pontos, as quais excitam os nervos no momento de sua eliminação em estado líquido. A dor de garganta ocorre porque as toxinas contidas no catarro irritam a mucosa que a reveste, ocasionando sua inflamação; a rouquidão baseia-se no mesmo princípio, sendo causada pela inflamação das cordas vocais.

Eis, portanto, o que é gripe. Não há necessidade de tratamento algum; basta a pessoa deixar seu organismo agir, sem tomar medicamentos, que em poucos dias, terminado o processo de purificação, estará curada. Desde que a cura seja natural, com a redução de toxinas, a saúde aumentará.

Apesar da gripe ser altamente recomendável, por constituir o mais simples processo de purificação, as pessoas a temem, e a Medicina chega a dizer que preveni-la é a condição número um para não contraí-la. Os leitores precisam compreender que isso é um grande erro. Desde a Antigüidade acredita-se que a gripe é a origem de mil doenças, mas na verdade ela é a única maneira de se escapar a essas mil doenças. Desconhecendo-lhe a causa a Medicina toma várias medidas quando a pessoa fica gripada, todas elas no sentido de deter o processo purificador. Tais medidas começam com a tentativa de baixar a febre através de medicamentos antitérmicos, bolsas de gelo, compressas e outros meios. Isso faz com que o processo de purificação retroceda à primeira etapa, ou seja, as toxinas que começaram a ser dissolvidas voltem a se solidificar. Com a solidificação, a pessoa sente-se aliviada dos seus sofrimentos causados pela febre, escarro, secreção nasal, etc., e, quando estiver totalmente solidificada, tanto ela como o médico têm a ilusão de que está curada por completo. Na realidade, porém, voltou-se à situação anterior; logo, é natural que haja uma recaída. Chamo a atenção para o fato de que os tratamentos baseados em antitérmicos, bolsas de gelo, compressas e outros semelhantes, detendo o processo purificador, constituem a causa de sintomas mais intensos nas próximas doenças que o indivíduo contrair. Pode-se compreender, portanto, que as doenças graves são causadas pela repetida interrupção dos processos purificadores de menor intensidade, através da utilização sucessiva de remédios, o que aumenta o acúmulo de toxinas, tornando-se a causa da ocorrência de um processo purificador muito mais intenso.

 

Boas Novas do Paraíso — 5 de fevereiro de 1947

 

Imprimir

 

Jinsai.org - Vida e Obra do Mestre Jinsai

 

Copyright © Todos os direitos reservados